Seis Filmes LGBTQ+


Ontem, 28, foi dia oficial do orgulho gay, então para comemorar essa data eu trouxe mais seis filmes com temática LGBTQ. Espero que gostem… Por favor, eu peço encarecidamente, se você não gosta, por favor respeite e não xingue nos comentários…


Alex Strangelove (2018)
Alex Truelove (Daniel Doheny) é um aluno exemplar do último ano do Ensino Médio. Ele tem um grande futuro pela frente, mas antes de se formar ele quer alcançar o último marco da adolescência: perder a virgindade com a sua namorada, Claire (Madeline Weinstein). Tudo se complica quando ele conhece Elliot (Antionio Marziale), um charmoso menino gay que sem querer põe Alex em uma jornada de autodescoberta.
É um filme tão leve, um adolescente que fica em dúvida sobre a sua orientação sexual, e é a descoberta de que ele é gay. O casal Alex e Elliot é tão fofinho, não tem como não se encantar.
A amizade do Alex e Dell é a coisa mais linda, Dell é o melhor amigo que alguém pode ter. Eu recomendo muito esse filme, vale muito a pena.


Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)
Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.
É um filme nacional, esse filme é derivado do curta Eu Não Quero Voltar Sozinho, que se encontra no youtube. É um filme que trata de coisas que acontece o dia a dia dos jovens na escola, Leo é cego e por conta disso sofre bullying. Gabriel é um fofo, a relação dele com o Leo é tão pura e como foi crescendo é muito fofo. Eu recomendo muito.



1:54 (2016)
O jovem e tímido Tim (Antoine-Olivier Pilon) tem apenas 16 anos e um talento incrível para o esporte. Mas com a pressão que sofre, ele acaba indo para o extremo, onde seus limites humanos o levam para um lugar sem volta.
Tenho que falar que esse é um dos filmes mais pesados que já assisti sobre essa temática. Mostra o que o bullying pode fazer com uma pessoa, realmente esse filme é chocante, mas com uma lição muito boa, vale a pena assistir. É um filme Canadense.






Pihalla (2017 – Screwed)
A história de dois jovens chamados Miku e Elias que começam um romance durante o verão. Miku tem problemas familiares e vive com medo de aceitar a sua homossexualidade e só tinha se envolvido com meninas.
É um filme Finlandês, que mostra a aceitação de ser gay, um romance de verão. Miku e Elias tem problemas familiares, bastante complicados. O romance dos dois garotos é bem bonitinho, apesar que eu achei o Elias meio louco, mas enfim, eu gostei muito do filme e recomendo, vale a pena.






Weekend (2012)
Depois de uma festa regada a álcool na casa de seus amigos heterossexuais, Russell decide passar por uma discoteca gay. Pouco antes do local fechar, ele encontra Glen, e o que parecia ser no início apenas um caso de uma noite torna-se algo diferente, especial.
É um filme Inglês, mostra um adulto solitário, que encontra um homem em uma boate gay, que era para ser apenas um caso de uma noite, aquilo se torna muito mais. É um filme muito bom, gostei bastante. Vale a pena assistir. A construção da relação de Russell e Glen é muito bonita, eu gostei bastante





Clube de Geografia (2013)
Na Goodkind High School, um grupo de estudantes com diferentes orientações sexuais forma um clube depois da escola como uma maneira discreta de compartilhar seus sentimentos e experiências sem ninguém suspeitar de seus segredos.
Tenho que falar, eu amo muito esse filme, o nome dele não é dos melhores, mas ao assistir você entende. Como quase todos os filmes mostra a sociedade homofóbica, bullying e negação, pessoas tem que se esconder, é complicado, mas é um filme muito bom, eu realmente recomendo muito, porque vale a pena.

Já assistiu algum? Gostou de qual? 



You May Also Like

0 comentários