Resenha - Dama da Meia-Noite, por Cassandra Clare


Resenha:
Cinco anos se passaram depois do final de Cidade do Fogo Celestial, se passa em 2012. A história se passa no Instituto de Los Angeles, sem os pais, que morreram na Guerra Mortal, sem a irmã mais velha que foi exilada para a ilha Wragen, o irmão mais velho perdido no mundo das fadas, na Caçada Selvagem e seu tio que sempre vai ser marcado pelo que viveu no mundo das fadas, Julian se torna a figura responsável pelo Instituto e pelos irmãos mais novos, os gêmeos Ty e Livvy, Dru e o caçula Tavvy e para isso conta com a ajuda de Emma, sua parabatai.
Emma ainda vive a morte dos pais, pois não sabe quem os matou e porque os matou, então ela tem esse fantasma na vida dela, porém quando outros corpos começam a aparecer com as mesmas marcas que seus pais, ela resolve desvendar a morte deles, descobrir o que está por trás da morte deles.
Julian vive uma batalha, ele ama sua parabatai, porém a Lei dos Caçadores de Sombras é bem clara quanto a isso, parabatai jamais podem se relacionar amorosamente. Além de perder as runas, eles são exilados e não podem mais conviver com seus familiares.
Quanto mais Emma investiga a morte de seus pais, mais perto da verdade ela fica e mais perigoso se torna.

Opinião:
Sou muito suspeita para falar sobre livros da Cassandra Clare, eu tenho um amor por essa mulher e pelos seus livros, então Artifícios das Trevas já tem um lugarzinho no meu coração. Se eu achava que a família Herondale sofria é porque não tinha conhecido a família Blackthorn, oh família que só se lasca. Tenho que dizer que meu personagem favorito é Kieran, sim, um personagem que aparece pouquíssimo, mas roubou meu coração. Não vou me estender muito, porque se não dou spoiler, mas recomendo muito esse livro, essa trilogia, vale a pena.



You May Also Like

0 comentários