TOP 5 - Young Ault



Hoje meu top 5 será do gênero Young Adult, conhecido como YA, e como de costume nos tops de gêneros literários eu explico o que é, então vamos lá…

O que é Young Adult?
Young Adult – ou “Jovem Adulto” – são livros com protagonistas com idade entre 14 a 18 anos, ou seja, em idade escolar, mais precisamente no ensino médio, com temas mais sérios e adultos – ao menos na minha definição do conceito. Mas, se você procurar na internet, ela é mais abrangente (de 14 a 21, ou até de 15 a 29). Acho essa faixa grande demais quando se fala na idade dos protagonistas; por outro lado, quando falamos de leitores, já acredito que não exista uma “faixa-etária” para a leitura desse ou daquele livro. Leitura não tem idade.
Os personagens principais são adolescentes como seus leitores e os temas abordados incluem: Identidade, Sexualidade, Depressão, Suicídio, Abuso de Drogas, Relacionamento Familiar, Relacionamentos Amorosos, Status social, Bullying e muitos outros, normalmente retratados de forma conflituosa, por exemplo: Divórcio dos pais, falta de popularidade na escola etc. Costuma ser presente o senso de humor (seja irônico ou simplesmente engraçado), localizar-se em tempo-espaço contemporâneo e possuir na escrita diálogos valorizados, estilo de escrita claro, e utilização de gírias com frequência. Pode ser escrito em terceira pessoa ou primeira pessoa.
Temos que dizer que esse gênero é um pouco mais "pesado" do que o infanto-juvenil, que é mais inocente, mais voltados para crianças, com uma linguagem mais limpa, com temas não tão pesados, com protagonistas mais leves, vamos se dizer assim.
YA é um gênero que pode ser misturado a outros, portanto temos romances YAs, YAs de terror e suspense, YAs sobrenaturais etc. Há até mesmo YAs policiais!

Entenderam o que é a YA? Não se tem idade para ler, qualquer um pode ler, mas antes de uma criança ler, pais pesquisem sobre os livros porque alguns temas podem ser mais pesados, apesar que é um livro sempre leve e rápido de ler… mas não custa nada ver se o seu filho pode ou não ler. Após isso, vamos ao MEU top 5, entendam que são os livros que eu gosto.

5º) Para Todos os Garotos que já amei – Jenny Han

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

4º) O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares – Ransom Riggs

Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, o avô havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, Abe convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real.
Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, o menino se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Nesse lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta para sobreviver e salvar a vida de seus novos amigos.
Viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, crianças com dons inusitados e monstros à espreita. Bem-vindo ao lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, um fascinante mundo novo pronto para ser descoberto.

3º) A Culpa é das Estrelas – John Green

Hazel foi diagnosticada com câncer aos treze anos e agora, aos dezesseis, sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. Ela sabe que sua doença é terminal e passa os dias vendo tevê e lendo Uma aflição imperial, livro cujo autor deixou muitas perguntas sem resposta. Essa era sua rotina até ela conhecer Augustus Waters, um jovem de dezessete anos que perdeu uma perna devido a um osteosarcoma, em um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Como Hazel, Gus é inteligente, tem senso de humor e gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, eles embarcam para Amsterdã para procurar Peter Van Houten, o autor de uma aflição imperial, em busca das respostas que desejam.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

2º) A Cinco Passos de Você – Rachael Lippincott, Mikki Daughtry & Tobias Iaconis

Stella Grant gosta de estar no controle. Ela parece ser uma adolescente típica, mas em sua rotina há listas de tarefas e inúmeros remédios que ela deve tomar para controlar a fibrose cística, uma doença crônica que impede que seus pulmões funcionem como deveriam. Suas prioridades são manter seus pais felizes e conseguir um transplante – e uma coisa não existe sem a outra. Mas para ganhar pulmões novos, Stella precisa seguir seu tratamento à risca e eliminar qualquer chance de infecção, o que significa que ela não pode ficar a menos que dois metros de distância – ou seis passos – de outros pacientes com a doença.
O primeiro item é fácil para ela, mas o segundo pode se provar mais difícil do que ela esperava. O único controle que Will Newman deseja é o de sua própria vida. Ele não dá a mínima para o novo tratamento experimental para o qual foi selecionado e não aguenta mais a pressão de sua mãe para que melhore.
Prestes a completar dezoito anos, ele mal pode esperar para finalmente se livrar das máquinas e hospitais, usando o pouco de vida que ainda lhe resta para conhecer o mundo. Stella e Will são muito diferentes.
Ao mesmo tempo, a doença que os une não é a única coisa que têm em comum. Eles têm que ficar a seis passos um do outro, mas, conforme a conexão entre os dois aumenta, a vontade de burlar a distância física parece insuportável. Um grande amor vale um passo roubado?

1º) O Ódio que Você Semeia – Angie Thomas

Uma história juvenil repleta de choques de realidade. Um livro necessário em tempos tão cruéis e extremos.
Starr aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial.
Não faça movimentos bruscos.
Deixe sempre as mãos à mostra.
Só fale quando te perguntarem algo.
Seja obediente.
Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. De repente o amigo de infância da garota está no chão, coberto de sangue. Morto.
Em luto, indignada com a injustiça tão explícita que presenciou e vivendo em duas realidades tão distintas (durante o dia, estuda numa escola cara, com colegas brancos e muito ricos - no fim da aula, volta para seu bairro, periférico e negro, um gueto dominado pelas gangues e oprimido pela polícia), Starr precisa descobrir a sua voz. Precisa decidir o que fazer com o triste poder que recebeu ao ser a única testemunha de um crime que pode ter um desfecho tão injusto como seu início.
Acima de tudo Starr precisa fazer a coisa certa.
Angie Thomas, numa narrativa muito dinâmica, divertida, mas ainda assim, direta e firme, fala de racismo de uma forma nova para jovens leitores. Este é um livro que não se pode ignorar.

E aí? Gostaram? Qual vocês já leram? E quais são os seus livros preferidos desse gênero?



You May Also Like

0 comentários